Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Merlo

Merlo

Ter | 04.01.22

Toma lá que já comeste

Marco

digitalizar0051.jpg

Momentos ruins não são eternos, são como tempestade, só duram um momento.

Olhe para trás e veja quantas coisas piores você já passou e superou.

Algumas vezes as tribulações acontecem em nossa vida para nos amadurecer,

portanto:

ANIMA-SE!

por Alexsandra Zulpo

Ontem dia de viagem grande para regressar a casa, foram uns dias passados com a família. A viagem correu bem, mas o nevoeiro foi complicado houve alturas que não via um palmo a minha frente, mas quem me manda pensar que sou o Batman que anda a conduzir a noite. Por causa do nevoeiro tive que vir mais devagar, porque ainda me aparecia uma alma a minha frente e levava comigo. Mas como era segunda-feira a estrada estava sem transito, apenas alguns caminhões e lesmas que iam a contar o número de tracejado havia na autoestrada.

Ao chegar a casa descarregar, subir e descer escadas em modo ninja, tentado fazer o mínimo barulho porque aqui no prédio já devem estar a dormir. Depois de estar tudo orientado, o Marco vê um pão meio congelado, toca ir cortá-lo, e aqui foi o drama e o horror. Uma faca enorme cheia de picos que parece que só corta manteiga no Verão escapa vai a mão. No primeiro momento pensei que era um raspão já fiz tantos ... é mais um, quando reparo que estou a deitar muito sangue, aí sim começou o pânico, bora correr para a casa de banho, lavar parecia uma carnificina, já em pânico abaixo-me para procurar a água oxigenada e compressas, acho que pus a mão para baixo enquanto procurava, de repente só vejo poça de sangue. Uiiiiii... mais pânico, porque já tinha visto que não era um aranhão, bora botar água oxigenada limpar, e tentar perceber o estrago, dois dedos danificados, um sim é um arranhão o outro um golpe e é o culpado da carnificina, ontem foi "open bar" para os vampiros. Limpar colocar compressas, quando estava tudo mais calmo inclusive eu, foi colocar uma compressa e colocar fita adesiva para segurar e acalmar me.

Tenho muita pouca sensibilidade a dor, a quase que não senti dor, não sei porque razão. Confesso que tenho algum medo porque já me aconteceu só no outro dia reparar que me magoei. 

Hoje está tudo bem, apenas alguma dor em alguns movimentos, logo, logo estou bom para outra aventura. 

 

Este é o meu primeiro post do Ano.

Um Bom Ano para todos vós e um grande abraço.

40 comentários

Comentar post

Pág. 1/2